O Porto – A cidade de Portugal que conheci!

Tendo falado do Armazém no post anterior, não poderia deixar de falar d’O Porto, cidade que deu origem ao nome de Portugal, onde vivem 230 mil pessoas, cortada pelo Rio Douro e suas pontes belíssimas – verdadeiras obras de arte da engenharia -, por onde circulam anualmente milhares de turistas do mundo inteiro.

Com seu centro histórico reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO a partir de 1996, O Porto é uma das cidades mais importantes e interessantes de Portugal.

Não pretendo fazer um tour sobre a cidade neste post mas destacar alguns monumentos, igrejas e museus que me chamaram a atenção num passeio simples e despretensioso pelas ruas d’O Porto. Eles falam por si só.

É um sem fim de construções – históricas e modernas – que atraem qualquer visitante e contam um pouco da evolução dessa vibrante cidade portuguesa, com certeza!

Confiram as fotos abaixo da Estação Ferroviária de São Bento, a Catedral da Sé, a Torre dos Clérigos, a Livraria Lello e Irmão, o Museu Nacional de Soares dos Reis, a Casa de Serralves.

Para não ficar apenas nos aspectos históricos d’O Porto, também acabo de presenciar a sexta edição de um Festival de Música que ocorre anualmente e que eles chamam de NOS em D’bandada.

É um festival onde dezenas de bandas, cantores, performistas, artistas etc. tomam as praças da cidade e enchem os espaços de música, vibração e muita alegria. Dura o dia inteiro.

Fiquei com a impressão que NOS em D’bandada não é um festival que dura apenas um dia e uma noite. É um modo de ser de uma cidade alegre, vibrante, cheia de ladeiras, subires e desceres – veja que estou falando apenas do centro histórico – formando um vai e vem alegórico e lúdico de incontáveis pessoas – nativas e turistas – que vem visitar O Porto e se deliciar com esse banquete  musical, visual, auditivo, culinário e naturalmente regado a muito vinho… Vejam fotos do Festival:

O passeio noturno pelas ruas e vielas pode lhe proporcionar ainda surpresas como a súbita aparição – ao cruzar uma rua qualquer – de um conjunto de fados numa sacada de um casarão e se deliciar com belos e autênticos fados e músicos de primeira. Tudo de graça. Coisas d’O Porto.

As Igrejas – são dezenas – os museus, os monumentos, os conventos, as pontes. Sim, as pontes que atravessam o Douro  devido à suas alturas possibilitam vistas belíssimas das duas margens do rio, da cidade d’O Porto e da cidade de Gaia, onde se localizam as caves dos vinhos fabricados na região do Douro.

pontesdoporto

Não dá vontade de visitar ou viver num Porto desses?

Um comentário em “O Porto – A cidade de Portugal que conheci!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: