Esse cara não tem jeito! Está no mar de novo. Dessa vez para o Alasca!

Aleixo Belov parte de Salvador – Bahia no veleiro-escola Fraternidade para o Alasca

Parece que essa doença não tem remédio mesmo! Depois de quatro voltas ao mundo – três em solitário – e duas viagens à Antártica o baiano-ucraniano Aleixo Belov, 73 anos, está de novo de volta ao mar. Dessa vez o veleiro-escola Fraternidade leva seu timoneiro e tripulação para o Alasca, no Hemisfério Norte.

Depois, só Deus sabe para onde vão! Partiram de Salvador num ensolarado sábado, 3 de dezembro de 2016, em direção a Natal. De lá seguiram para Granada, Panamá – atravessaram o canal – Galápagos e por aí vai.

Uma das novidades dessa nova aventura é a presença de Leonardo Papini, um fotógrafo e cineasta profissional que, com a ajuda de um drone, vai documentando a viagem e nos deliciando com as imagens.

Para quem gosta de aventura e do mar, não existe prato melhor. Aliás, existe: embarcar no Fraternidade e viver a experiência. Como não cabem todos que desejariam se arriscar, vamos “velejando” daqui de terra mesmo, apreciando os videos enviados – de tempos em tempos – por meu amigo Aleixo Belov, entrevistado do Nuncasesabe tempos atrás.

Para curtir os video-trechos , basta clicar no Playlist do video acima e selecionar um por um.

Boa viagem!

5 comentários em “Esse cara não tem jeito! Está no mar de novo. Dessa vez para o Alasca!

  1. Muito legal ver que o fogo se mantém aceso em seus camaradas… isso ajuda a nós manter também ligados no nosso mundo cada vez mais impessoal. Valoriza o abraço amigo, a despedida, a chegada e respectivo reencontro, o carinho entre irmãos!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Aleixo tem sido grande exemplo.
    Também velejo (desde criança) e tenho uma pequena biblioteca com algumas centenas de obras sobre vela, dentre estas estão algumas do Aleixo (ele autografou a algumas décadas aí em Salvador!). Só tenho os primeiros pois por aqui não chegam os outros que ele escreveu, por isso, pergunto se ainda posso recebê-los por reembolso postal (como os primeiros) ou se há outro modo para isso e também se o Aleixo autografa (por favor).

    Curtido por 1 pessoa

  3. Caro Schutel. Bom saber que no Brasil também temos bons exemplos, apesar da infinidade do contrário que nos permeia de alto a baixo. Assim que Aleixo tiver um descanso, mando sua mensagem para ele que certamente lhe dará a devida atenção e resposta. Grande abraço

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: