Conheci o Nilton Souza nos idos de 1976 quando, recém-formado, eu trabalhava num projeto de engenharia – avançado para aquela época no Brasil – onde, um consórcio franco-brasileiro construía num canteiro na Baía de Aratu, na Bahia, três plataformas de concreto para a Petrobras, que posteriormente seriam rebocadas pelo mar e, instaladas nos litorais do Rio Grande do Norte e Ceará. Fiz, até, uma viagem a bordo de uma dessas plataformas, mas isso… Ler mais

Claudia Corbisier: Em 2003 andava procurando uma referência de aulas de dança. Uma amiga pernambucana arretada, bem irreverente, por acaso me disse que sua filha estava fazendo aula com um tal de Jean-Marie e que estava adorando! Logo depois fui almoçar no japonês do Shopping da Gávea, e avistei um homem muito interessante, com jeito de francês, numa mesa com algumas pessoas. Pensei na hora; é o Jean-Marie. E era. Fui falar com ele,… Ler mais

Apresento a seguir os primeiros depoimentos dos alunos do Jean-Marie Dubrul: Ernani Torres, Ana Marta Veloso e Carla Do Eirado. Para não cansar o leitor, as impressões foram divididas em séries com 3 depoimentos por post. Outras opiniões virão posteriormente: Ernani: Eu vim para cá porque tive uma crise de sacro-ilíaco. Fui tratar com RPG que deu uma boa segurada mas percebi que tendo em vista o “avanço etário” eu precisava de algo mais preventivo, e aí… Ler mais

B. B. (Beto Benjamin): Como foi que começou essa história de alongamento e ballet? Jean-Marie: Foi na França. Posso dizer que tive o privilégio de fazer aulas com duas professoras de ballet maravilhosas: Nora Kiss – uma russa branca que morava em Paris e Rosela Hightower – uma americana que também vivia na França em Cannes. Duas grandes profissionais da dança no mundo. Ambas eram figuras extraordinárias do ballet, que cativavam com a maneira de ensinar. Deram… Ler mais

Estou iniciando esta caminhada despretensiosa com um post sobre o trabalho de alongamento realizado pelo francês – quase brasileiro, como ele mesmo diz – Jean-Marie Dubrul, professor de Alongamento e Ballet da Sauer Danças, no Rio de Janeiro. Suas aulas são dinâmicas, energéticas, cativantes, diferentes e trazem resultados supreendentes para os participantes, como eu. É só conferir em outro post mais adiante o que dizem os alunos. A bem da verdade, quero lembrar que, antes do Jean-Marie,… Ler mais

Olá. Decidi, depois de pensar por algum tempo, escrever este blog, que chamei de Nunca se Sabe, para compartilhar com os amigos e com quem se interessar em ler – as coisas que descobri, vi, ouvi, visitei, participei, gostei, me chamaram a atenção, ou me contaram. Compartilhar entrevistas com pessoas que conheci e achei interessantes e/ou extraordinárias. Claro! Para falar delas, de suas ideias, do que fazem, de seus trabalhos, de suas contribuições, de… Ler mais